Capa do livro: As Fadas de Cottingley
As Fadas de Cottingley 0 (0) já leram

As Fadas de Cottingley


Autor: Eduardo Caamaño

Sinopse: A história não contada por Arthur Conan Doyle - A história contada neste livro, embora pareça surreal, não é uma ficção nem tampouco um conto de fadas. Em 1920, duas primas, Elsie y Frances, de dezesseis e dez anos, respectivamente, surpreenderam o mundo ao revelarem ter conseguido captar imagens de seres encantados enquanto tiravam fotos durante um passeio vespertino no jardi m da casa de Elsie em Cottingley, um pequeno vilarejo de Bradford, no norte da Inglaterra. A noticia recebeu grande destaque da imprensa da época e atraiu a atenção de Arthur Conan Doyle, o criador do famosíssimo detetive Sherlock Holmes e ardente defensor da doutrina espírita e do sobrenatural. Fascinado com as imagens captadas pelas meninas, Doyle não só as tomou como verdadeiras como também deu início a uma verdadeira campanha para legitimá-las entre a opinião pública, recopilando testemunhos de pessoas que haviam vivido experiências similares e submetendo o material para análise nos laboratórios fotográficos mais prestigiosos de Londres, entre eles a famossísima multinacional Kodak. O caso acabou dividindo a sociedade britânica e foi motivo de polêmica por mais de meio século. Escrito em estilo fluído e de prazerosa leitura, Eduardo Caamaño oferece com esta obra uma breve biografia de Arthur Conan Doyle relatando a sua conversão ao espiritismo, e faz uma reconstrução detalhada do episódio das fadas de Cottingley, além de elaborar uma interessante análise de toda a polêmica criada na época, ajudando o leitor a compreender o seu contexto histórico e as circunstâncias que levaram a um dos autores literários mais importantes da história contemporânea a investir anos de sua carreira em um profundo estudo dedicado a um estranho acontecimento que, segundo suas próprias palavras «poderia constituir um marco fundamental na história da humanidade».